Paciente oncológico deve fazer dose de reforço da vacina contra a Covid-19

A Sociedade Brasileira de Mastologia reforça a importância da vacinação contra a covid-19 nas pacientes oncológicas, em especial as que se encontram em tratamento de câncer de mama ou mesmo as que já terminaram o seu ciclo. Elas podem e devem ser vacinadas, não havendo qualquer contraindicação ou necessidade de exigência de apresentação de atestado médico. Trata-se de um grupo especialmente vulnerável aos efeitos da infecção que precisa ser protegido.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) indica que as pessoas tomem a quarta dose da vacina contra a covid-19 quatro meses após a terceira dose, ou seja, cerca de 120 dias depois.

​​​​​📌​Em caso de dúvida, entre em contato com o seu médico.

São considerados pacientes imunocomprometidos:

​​​​​👉​Transplantados de órgão sólido ou de medula óssea;
​​​​​👉​Pessoas vivendo com HIV/AIDS;
​​​​​👉​Portadores de imunodeficiência primária grave;
​​​​​👉​Quem faz quimioterapia ou radioterapia para câncer;
​​​​​👉​Quem tem doenças inflamatórias imunomediadas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia;
​​​​​👉​Pacientes com condições autoinflamatórias e doenças intestinais inflamatórias;
​​​​​👉​Pacientes em hemodiálise;
​​​​​👉​Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas;
​​​​​👉​ Neoplasias hematológicas.

Fonte: Ministério da Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo